Membros do Instituto Paranaense de Direito Eleitoral (Iprade) e convidados reuniram-se na noite do dia 11 de dezembro para jantar de encerramento do ano da instituição e comemoraram o grau de representatividade alcançado pelo instituto em 2019.

“Foi um ano histórico para o Iprade, pois fomos convocados para nos manifestarmos em importantes eventos do TSE (sobre a normatização das regras eleitorais) e STF (candidaturas avulsas), o que mostra a importância e representatividade que nosso instituto alcançou em tão pouco tempo, já que temos 11 anos de fundação” destacou a presidente do Iprade, Ana Carolina Clève. “E isso foi possível graças à construção de todas as gestões que nos antecederam e ao trabalho que estamos dando sequência desde nossa posse”, acrescentou, fazendo agradecimento especial aos diretores do Iprade e ao grupo de trabalho que preparou a habilitação do Iprade para participar das audiência públicas. “Também preciso agradecer aos servidores do TER-PR. O TER é o que é, além da cúpula, por conta dos servidores, que transformaram esse tribunal no melhor tribunal do Brasil”, concluiu.

Presidente do Iprade até o primeiro semestre deste ano, Moisés Pessuti não participou do jantar por estar em viagem, mas mandou uma mensagem, “2019 foi o ano que nós colhemos os frutos do VI Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral, que realizamos no ano passado. Atingimos o objetivo da nossa gestão que era de posicionar o Iprade como uma instituição representativa no cenário jurídico e na academia. As participações de destaque em eventos importantes organizados pelo STF e pelo TSE é a consolidação da entidade e de seu papel”.

No jantar, o Iprade entregou a Medalha do Mérito Eleitoral ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, desembargador Gilberto Ferreira. “Por consenso e unanimidade, a medalha vai ser entregue ao Desembargador Gilberto. Nós agradecemos por tudo o que o senhor faz pelo direito eleitoral, por incluir o Iprade em todas as atividades da Justiça Eleitoral e, por seu bom humor e simpatia, tornar o trabalho de todos nós muito mais leve. O senhor é um exemplo de magistrado e de presidente”, declarou Carol Clève.

O desembargador, em sua fala destacou a importância do advogado e a parceria com o Iprade. “O Iprade é nosso parceiro de longa dada. O instituto praticamente nasceu dentro do Tribunal, e a parceria é importante para as duas entidades. Nós damos nossa parcela de contribuição ao Iprade, e o instituto nos auxilia numa questão fundamental, que é o ensino. Lições que nos são passadas, seja pelas sustentações orais dos advogados, seja pelos eventos que o Iprade realiza. A escola do Judiciário tem um contato muito grande com o Iprade e, juntos, têm feitos trabalhos excelentes”.